sexta-feira, 9 de março de 2012

RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO: TITO


RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO: TITO

Paulo escreveu a Tito uma carta para instruí-lo e animar em seus deveres. A carta é breve, com apenas três capítulos, mas reúne grande quantidade de instruções abrangendo doutrina, moral e disciplina. Martinho Lutero ao se expressar sobre essa carta disse que ela “é a quintessência da doutrina cristã, composta de tal maneira que contém todo o necessário para o conhecimento e a vida cristã.” (Pearlman, 2006).(quintessência significa a quinta-essência, isto é, o essencial, o mais puro, o melhor ou o principal de algo (Houaiss, 2004))
Essa carta tem excelentes temas para seus estudos como líder e professor e também para a vida e conhecimento dos adolescentes, exatamente porque envolve dois aspectos importantíssimos como a igreja de Cristo e a sua fidelidade.
Confira agora suas respostas!

- RESPOSTAS DO ESBOÇO:
1. Autor da carta? O apóstolo Paulo
2. Quando foi escrita? Pouco depois da primeira carta a Timóteo, provavelmente em algum ponto da Ásia menor. Alguns comentaristas datam cerca de 65/66 d.C.
3. Por que foi escrita (propósito)? Com o objetivo de instruir Tito acerca da organização da igreja cretense e para orientá-lo no método de tratar com o seu povo.
4. Quem era Tito? Era gentil (Gl 2:3), amigo amado e ajudante de Paulo (2 Co 2:13; 7:6; 13; 8:23). Mensageiro da igreja de Corinto (1 Co 8:16-18). Era confiável e abnegado (2 Co 12:18). Foi companheiro de Paulo e de Barnabé numa viagem a Jerusalém (Gl 2:1). Paulo deixou-o em Creta como supervisor das igrejas (Tt 1:5). Esteve em Roma com Paulo durante o encarceramento dele (2 Tm 4:10).
5. Qual o tema principal da carta? Conselhos e exortações acerca dos deveres e das doutrinas ministeriais, com ênfase especial sobre as boas obras.
6. Seu texto-chave é? Tito 1:5; 3:8
7. Que destacaria como pensamento principal? A ênfase nas boas obras está em Tt 1:16; 2:7, 14; 3:1, 8, 14.
8. Qual o seu conteúdo? Seu conteúdo se divide em dois pontos: 1) A ordem e a doutrina da igreja (cap. 1) e 2) A conduta da igreja (caps. 2,3)
9. Sobre a ordem e a doutrina na igreja (Cap. 1):
a) O que poderíamos destacar no prefácio e saudação de Paulo?(1:1-4)
i) Paulo faz referência à esperança gloriosa do evangelho, a qual é certa, pois Deus não mente (v.4); ii) O conhecimento da verdade que é segundo a piedade - aqueles que dizem proclamar o evangelho verdadeiro, devem estar dispostos a ver a sua mensagem julgada à luz do seguinte fato: se ela produz ou não piedade na vida dos que a aceitam.
b) Qual o propósito/missão especial de Tito em Creta? (1:5)
Para organizar a igreja (v.5)
c) Quais as instruções sobre o estabelecimento de presbíteros? (1:5-9)
Estabelecer presbíteros de cidade em cidade (v.5) observando o caráter e requisitos de ordem pessoal e familiar. O ministério é autêntico somente à medida que conserva a palavra fiel de conformidade com o ensino do Novo testamento, tendo como base a mensagem de Jesus Cristo conforme pregada pelos apóstolos.  (v.9; At 14:23; Ef 2:20).
d) Quais as qualificações (pessoais e familiares) necessárias à escolha deles (presbíteros)? (1:6-9)
Nota: A palavra “presbítero” (do grego presbuterus - v.5) e “bispo” (grego episkopos – v. 7) são equivalentes e se referem ao mesmo cargo eclesiástico. “Presbítero” indica maturidade e dignidade espirituais necessárias ao cargo; “bispo” se refere ao trabalho de supervisionar a igreja como administrador da casa de Deus. (Fonte: BEP-CPAD)
- Qualificações pessoais: a) irrepreensíveis (v.6); b) despenseiro fidedigno (v.7); c) não soberbo (v. 7); d) não iracundo (v.7); e) não dado ao vinho (v.7); f) não espancador (v. 7); g) não cobiçoso (v. 7); h) hospitaleiro (v.8); i) amigo do bem (v.8); j) sensato (v.8); k) justo (v. 8); l) santo e moderado (v. 8); m) retendo firme a fiel Palavra (v.9); n) capaz de exortar com a Palavra (v. 9); o) capaz de refutar os contradizentes da Palavra (v.9).
e) Qual a razão para se ter muito cuidado na escolha dos presbíteros? (1:1-16)
Eevido a presença de mestres falsos (vs 10-16).
f) Quais as referências feitas aos falsos mestres quanto: (1:10-16)
    - ao caráter: insubordinados, enganadores e faladores (v.10)
    - à conduta: homens que transtornam casas inteiras, ensinando o que não convém, por torpe ganância (v.11)
    - às motivações: ganância material (v.12)
    - ao ensino: tradições e lendas judaicas (v.14) ver também v.15; Mc 7:1-23; Rm 14:14.
    - às pretensões: professam ser verdadeiros mestres do Evangelho, mas sua vida pecaminosa desmente a profissão de fé. ( v.16)
DISCUSSÃO E APLICAÇÕES:
(respostas pessoais, baseadas no estudo do livro levando em conta nossa realidade hoje)
Quais lições devem ser tomadas e observadas para igreja hoje?
Podemos identificar falsos mestres hoje tomando as mesmas referências feitas por Paulo?
Quais cuidados devem ser observados na escolha daqueles que desejam servir à igreja em seus ministérios?
10. Quanto à conduta da igreja e sobre a sã doutrina e as boas obras (Cap. 2 e 3):
a) Quais os grupos e as exortações feitas a eles? Qual a importância dessas exortações para as relações mútuas? (2:1-15)
Aos senhores idosos – (2:2);
Às mulheres idosas e às mais jovens– (2:3-5);
Aos jovens – (2:6-8)
Aos servos – (2:9,10)
Tais exortações são importantes para as relações mútuas porque levam em consideração o próximo, renunciando a impiedade e toda forma de egoísmo, favorecendo assim todos os tipos de relacionamentos e glorificando a Deus testemunhando de uma vida regenerada.
- DISCUSSÃO/APLICAÇÃO:
(respostas pessoais, baseadas no estudo do livro levando em conta nossa realidade hoje)
Identifique as pessoas na igreja por grupos, quais dessas exortações utilizaríamos para cada um deles?
Por que essas exortações são importantes para nós como igreja?
Qual deve ser a conduta do cristão nas relações mútuas?
b) A graça da salvação há de manifestar-se a todos e Tito deve falar dela... O que requer a oportunidade universal da salvação? Exponha os três aspectos mencionados por Paulo: (2:11-14) Veja a resposta no esquema do quadro abaixo.

- DISCUSSÃO/APLICAÇÃO:
(respostas pessoais, baseadas no estudo do livro levando em conta nossa realidade hoje)
Assim como Tito, nós também devemos falar sobre a salvação em Cristo Jesus? Por quê? Para quem? Como?
c) Qual a importância de fazer valer essas verdades? (2:15)
Estaremos cumprindo a vontade de Deus para manter a doutrina e tornar conhecido o método divino da salvação.
d) Qual deve ser a conduta do cristão com relação ao mundo exterior? (3:1-8)
O cristão também tem suas relações com o mundo exterior e essas devem também refletir sua nova vida em Cristo glorificando a Deus. Seus deveres civis não devem ser desprezados, pelo contrário, ter respeito às autoridades e ser zeloso de boas obras também como bom cidadão.
e) O cristão tem obrigações e deveres sociais? (3:1,2)
Sim. O cristão também deve ser solidário e prestativo, não deve ser insensível às necessidades do próximo e nem negligente aos seus deveres civis, estar preparado para toda boa obra, não infamando ninguém, nem sendo contencioso, mas modestos, mostrando toda mansidão para com todos os homens.
f) Exponha, conforme a carta, sobre a salvação pela graça e a bendita esperança.
A base da salvação: Na graça purificadora pela fé por meio de Cristo, e não nas boas obras (3:4-7)
Como éramos antes: 3:3
O que Deus fez: 3:4-6
Agora como somos: 3:7
E assim nos aplicarmos a: 3:8
g) É necessário ensinar constantemente a importância das boas obras?
Sim. É importante ressaltar que o crente não é salvo por causa das boas obras, mas que pratica boas obras por ser salvo. Aqueles que creem em Deus devem aplicar-se às boas obras, pois essas coisas são boas e proveitosas aos homens (3:8).
h) Como Paulo ensina a evitar as questões tolas e heréticas?
Ignorando-as e não entrando em questões loucas, pois são coisas inúteis e vãs (3:9-11).
- DISCUSSÃO/APLICAÇÃO:
(resposta pessoal, baseada em seu estudo, reflexão e aplicação)
Em que o estudo dessa carta contribuiu para sua vida cristã e o que acrescentou em conhecimento?

Consultas:

Bíblia Thompson, Vida, 2007.
Bíblia em ordem cronológica NVI, Vida, 2003.
PEARLMAN, Myer. Através da Bíblia livro por livro, VIDA, 2006.
BEP, CPAD, 2002. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário